Neurovendas: Saiba o que é e como aplicar em sua padaria


Você já ouviu falar em neurovendas? Essa tática busca envolver os conhecimentos em neurociência com marketing de vendas. Desta forma, busca-se aumentar o estímulo do consumidor com sua marca ou produto, gerando mais valor ao seu negócio. Isso é essencial para a sobrevivência de diversas empresas e empreendedores, pois contribui com a fidelização do cliente.

O cérebro humano é um órgão com cerca de 1,4kg e 600 quilômetros de vasos sanguíneos. Por isso, estudá-lo e entendê-lo durante a tomada de decisão é necessário para manter-se atualizado com as novas tendências. E muito das neurovendas pode ser usado, especialmente, em padarias, onde há a possibilidade de explorar diversos estímulos no cliente.

Nesse texto, vamos te contar um pouco de como aplicar essa técnica na sua padaria e quais são as principais vantagens. Isso irá te ajudar a obter melhores resultados nas suas próximas campanhas de marketing. 

Afinal, o que é neurovenda?

Trabalhar com neurovendas (ou neurosales) significa explorar gatilhos mentais que aumentam o interesse dos clientes em determinado produto ou serviço. Assim, o objetivo é aumentar as chances de vendas concretizadas. As estratégias são realizadas a partir de pesquisas científicas do campo da neurociência aplicadas ao marketing.

Claro, a neurovenda não significa mágica! Aqui, não se busca obrigar o cliente a comprar algo. Ou mesmo hipnotizá-lo com técnicas de outro mundo. A metodologia busca ajudar a convencer potenciais consumidores a ter os produtos e serviços oferecidos por seu negócio. E para isso ter seus resultados é necessário combinar as estratégias de um bom vendedor igualmente.

mulher-feliz-sentindo-o-cheiro-dos-paes

Mas antes de entender como funciona ou como aplicar as neurovendas em seu negócio é necessário entender um pouco mais do cérebro humano. Essa estrutura tão complexa é uma chave essencial para o sucesso das neurovendas. 

Acontece que nosso cérebro é divido em três partes. Logo, cada parte tem a sua importância na tomada de decisão. Mas calma, que não precisa ser um neurocirurgião para entender. Veja quais são:

  • Cérbero novo ou neurocórtex (humano): essa é a parte pensante. A região do córtex é responsável por processar os dados racionais e compartilhar as deduções e resultados com as outras partes do órgão; 
  • Cérebro médio ou sistema límbico (mamífero): essa é a parte dos sentimentos e intuições;
  • Cérebro velho ou reptiliano (réptil): essa é a parte onde ocorrem as tomadas de decisões. É considerada a parte menos desenvolvida do órgão. Mas ainda sim, de extrema importância, pois está ligada aos instintos de sobrevivência e preservação.

Identificando essas três partes do cérebro, podemos entender melhor como as neurovendas funcionam e como aplicá-las em sua padaria.

Como funciona a neurovenda?

A metodologia das neurovendas utiliza gatilhos mentais. Estes são estímulos que levam o consumidor a tomar as decisões em momentos de compras. Assim, se você está com sede é liberado um gatilho na sua cabeça que te faz buscar por água. 

Por isso, pensar em gatilhos que estimulem o cliente a comprar algo na sua padaria é essencial. Para você ter uma noção, cerca de 80% das nossas decisões são tomadas no inconsciente (cérebro reptiliano) e ativadas de formas diferentes. Assim, a técnica aqui é explorar o que pode ser melhor ao seu negócio.

Por exemplo, o uso de imagens é um gatilho que amplia o impacto da imagem. Utilizar imagens que sejam associadas aos sentimentos de felicidade e satisfação do cliente com o produto fazem com que o consumidor queira ter a mesma coisa. 

criancas-olhando-a-vitrine-da-padaria

Histórias relacionadas com os problemas do consumidor também são gatilhos. Assim, quando é visto uma experiência que possa envolver a pessoa na história facilita a conversão do cliente. Da mesma forma, cada consumidor tem uma necessidade diferente. Compreender as necessidades do seu público alvo e adaptá-la para o contexto contribui para que o cliente sinta que os problemas serão solucionados.

Os pilares das neurovendas são: motivar, convencer e despertar. Essas três palavras precisam estar na cabeça na hora que você estiver montando sua padaria. Pois, a experiência do cliente no seu negócio pode afetar não só a parte econômica, mas a reputação da sua padaria.

Quais são as vantagens das neurovendas?

Ao aplicar a neurovendas em sua padaria, você já poderá começar a notar mudanças de diversas formas. Uma vez colocadas certeiramente, as táticas de vendas atingirão públicos mais reais e seu negócio atenderá às necessidades dos clientes. Com isso, além do poder de persuasão, você também aumenta suas vendas.

Isso é bem interessante, visto que mostra que sua padaria está mais próxima do público. Seu negócio entenderá as necessidades e preferências do seu público alvo. Isso servirá de aprendizado e estratégia de mudança tanto para o mix de produtos, como para o atendimento, por exemplo.

A satisfação do cliente aumenta com as neurovendas! O seu público estará mais satisfeito, pois sua padaria já vai estar preparada para atender o consumo, além de oferecer uma melhor experiência. Ainda, com a proximidade com o público, seu negócio começa a ter uma linguagem mais acessível que atrai mais pessoas à sua padaria.

É importante frisar que a neurovenda não é mágica e os resultados são a médio e longo prazo. Desta forma, é necessário unir também as técnicas da neurociência com uma boa venda e publicidade. Logo, você alcança mais duas vantagens: fidelização dos clientes e ganho de autoridade.

Fidelizar clientes é mais barato do que conquistar novos. As estratégias de neurovendas permitem que o cliente enxergue que sua padaria está preocupada com ele e não só com as vendas. Mostre que você se preocupa com a experiência dele dentro do seu estabelecimento e que você está pronto para atender as necessidades da clientela. Desta forma, você ganha mais autoridade no ramo. Os clientes não buscam mais apenas o produto, mas toda uma experiência e a busca de valor com as marcas. 

Aplique a neurovenda na sua padaria!

Dentro de uma padaria existem várias possibilidades de aplicar a neurovenda. Entre os gatilhos estão os sentidos humanos usados no marketing sensorial. 

Utilize o olfato para atrair o cliente com aquele pão fresquinho que sai do forno de manhã, por exemplo. O cheiro é processado pelo nosso cérebro na mesma parte em que nossas emoções e sentimentos. Assim, os aromas não só levam ao ato de compra como podem influenciar no humor dos clientes.

Explore também a visão! Sim, nós comemos com os olhos. Tenha uma decoração e finalização dos produtos da sua padaria bem caprichadas e organizadas. Nas vitrines, coloque os produtos que mais saem e mantenha sempre tudo fresquinho para atrair mais clientes.

funcionaria-da-padaria-arrumando-produtos-na-vitrine

Para aplicar as neurovendas na sua padaria também faça sua própria análise da marca e da linguagem. Conheça a sua persona, os clientes potenciais e o público alvo, além de outras informações importantes para criar a identidade do seu negócio nas redes

Depois, busque também atingir o emocional do cliente. Um dos símbolos mais tradicionais da padaria é aquele pão francês saindo do forno, o cheiro do café passado e um bolo com receita da vovó. Se isso te deixou com fome, imagina como seus clientes podem reagir. 

Crie histórias para seus produtos e faça com que aquilo seja uma solução para o cliente. Faça publicações explicando que aquele trabalhador que não tem tempo de tomar café em casa pode passar na sua padaria e levar um pão quentinho ao trabalho. As tomadas de decisões emocionais são mais rápidas do que as racionais.

Mas, além disso, sua marca precisa ser autêntica e ter empatia.O consumidor precisa ser tratado como se ele fosse um herói e que seus problemas não vão lhe perseguir durante a compra. Identifique a emoção do outro e seja empático, trabalhando em cima disso, para mostrar que sua marca está preocupada com a satisfação e felicidade do cliente. 

Da mesma forma, isso pode ser demonstrado através dos valores da sua marca. Se a sua identidade for jovem, não há a necessidade de usar "receitas da vovó". Os valores e a narrativa precisam ser bem construídos, pois, hoje em dia, os clientes se importam cada vez mais não só com o produto, mas se aquela padaria corresponde com seus posicionamentos.

A Maria Maria te ajuda!

A Maria Maria Soluções em Food Service está há mais de 20 anos no ramo alimentício oferecendo produtos congelados e pré-prontos a diversos estabelecimentos. Possuir um fornecedor que possui uma receita saborosa e nutritiva para seu negócio é essencial para desenvolver uma boa estratégia de neurovendas. 

Tenha sempre produtos quentinhos à sua disposição. São salgados, bolos, tortas e doces feitos com muita atenção aos detalhes e que vão garantir a fidelização dos seus clientes na sua padaria. Saiba mais!


Mais Vistos

Prevenção de perdas: Entenda o que é PVPS e PEPS

Saiba Mais

A história dos Muffins: O bolinho inglês que conquistou o mundo

Saiba Mais

Os 10 salgados mais amados para festa no Brasil

Saiba Mais

Notícias mais vistas

Case

Prevenção de perdas: Entenda o que é PVPS e PEPS

Saiba mais

Case

A história dos Muffins: O bolinho inglês que conquistou o mundo

Saiba mais

Case

Os 10 salgados mais amados para festa no Brasil

Saiba mais